Regras básicas para manter a saúde do cabelo no inverno

O clima frio está chegando a todo vapor e, com ele, os problemas típicos da estação. Saiba quais são e como tratá-los

AnaMaria Digital 21/05/2018 - 11:11

Cabelos bonitos e brilhantes no inverno

Alguns hábitos típicos do clima frio colocam em risco a saúde do couro cabeludo. Aprenda a contorná-los e a tratar os problemas mais comuns dessa época. Antes que seja tarde demais!


Ressecamento
O cabelo pode ficar mais seco do que de costume. Motivo: tomamos banhos mais quentes e também secamos os fios com maior frequência. “Os fios ressecados ganham frizz, ficam frágeis e quebradiços. Para reverter isso, o ideal é hidratá-los uma vez por
semana, em casa mesmo. Aplicar protetor térmico (antes de usar o secador, chapinha e difusor) e finalizadores, como leave-in e reparadores de ponta no comprimento dos fios também é importante”, aconselha Aline Marcassi, dermatologista do Amato
Instituto de Medicina Avançada (SP). Ela recomenda ainda beber cerca de 2 litros de água por dia – ajuda a eliminar impurezas do corpo e a fortalecer as células, favorecendo seu bom funcionamento.


Queda
Nós percebemos melhor a queda dos fios quando penteamos e lavamos o cabelo, né? Como no inverno não lavamos os fios com tanta frequência, dá a impressão de que o cabelo cai mais, mas na verdade os fios ficam acumulados dos dias em que não foram lavados. É considerado normal perdermos até 100 fios por dia. Se você acha que está caindo mais, o que é bem difícil de medir,
o melhor é procurar o médico. “A queda pode ser sintoma de alguma doença como anemia ou hipotireoidismo. Caso não seja, o especialista poderá receitar suplementação de vitaminas para minimizar o problema”, diz a dermatologista Michele Haikal. Dica:
tente lavar a cabeça com a frequência normal para o fio embaraçar menos.


Dermatite seborreica
Popularmente conhecida como caspa, é o problema mais comum no frio! “A baixa temperatura e umidade do ar podem causar uma inflamação na pele, gerando a descamação, vermelhidão e coceira no couro cabeludo”, explica a dermatologista Michele. Para não desencadear o problema, a também dermatologista Aline Marcassi recomenda evitar lavar os fios com água quente (a água morna é a melhor opção!), não aplicar com frequência jatos de ar ou calor (secador, chapinha e difusor) e nunca passar condicionador e produtos pós-lavagem na raiz do cabelo. Já o tratamento da caspa pode ser feito com xampus com substâncias como antifúngicos e ácido salicílico em sua composição. “No entanto, cada caso deve ser avaliado por um dermatologista, que indicará o produto ideal para a pessoa”, diz Aline. O importante é que tudo tem solução!


No inverno, todas nós costumamos ter dois hábitos: lavar o cabelo com a água bem quentinha e diminuir a frequência das lavagens. Porém, de acordo com ambas as especialistas, isso faz com que as glândulas sebáceas do couro cabeludo produzam ainda mais gordura na raiz, pois entendem que a região está ressecada demais. “Por isso, o ideal é higienizar o cabelo com a água morna, em dias alternados e com produtos apropriados para o seu tipo de fio”, esclarece Aline. Evite usar toucas de lã o dia inteiro também, pois isso aumenta o óleo!


Siga essas regras básicas:

1 Lave o cabelo em dias alternados.

2 Evite água quente, pois ela desidrata os fios, descama o couro cabeludo e aumenta a queda.

3 Utilize xampu e condicionador apropriado para o seu tipo de cabelo.

4 A hidratação é a melhor forma de manter fios saudáveis. Recomenda-se fazer uma vez na semana.

5 Não aplique condicionador nem cremes pós-lavagem no couro cabeludo. Passe apenas no comprimento e pontas.

6 Aplique protetor térmico antes de fazer escova e chapinha. Assim, evita quebra, ressecamento e pontas duplas.

7 Sempre que puder, após lavar os fios, passe um pouquinho de leave-in. O produto deixa o cabelo mais hidratado, definido e ainda reduz o frizz.

8 Não durma com fios molhados, pois favorece dermatites e fungos.

9 Alimente-se de forma balanceada e beba muita água. Quanto mais saúde, mais bonito o fio.