De olhos bem saudáveis

Prevenção e cuidados diários são essenciais para manter a sua visão sempre muito atenta

Izabel Duva Rapoport 14/11/2017 - 17:00

De olhos bem saudáveis

Os olhos, uma das partes mais sensoriais do nosso corpo, nem sempre recebem a devida atenção. E essa falta de cuidado pode cobrar um preço bem alto. “Dos 700 mil cegos que vivem hoje no Brasil, 70% poderiam estar enxergando se tivessem feito diagnóstico e tratamento adequados”, afirma o oftalmologista Takashi Hida, diretor médico e chefe do setor de catarata do Hospital Oftalmológico de Brasília. Além das doenças que podem evoluir para a falta total de visão, como glaucoma e catarata, nossos olhos estão sujeitos a problemas crônicos, como
ressecamento ocular ou irritação. “Sem cuidados, essas adversidades podem causar lesões na córnea”, diz. Entenda como esses males afetam a saúde da visão e saiba evitá-los.

Doenças que causam cegueira

GLAUCOMA
Lesão relacionada ao aumento da pressão ocular. Há dois tipos: 

De ângulo aberto: gradual, lenta e assintomática, responde por 90% dos casos. Segundo a Alcon, empresa líder global em produtos
oftalmológicos, 60 milhões de indivíduos sofrerão com esse tipo de glaucoma até 2020. “Hoje, metade das pessoas que têm não sabe”, diz Takashi. Não tem cura, mas pode ser evitada.

De ângulo fechado: pode causar dor de cabeça, dor no olho, auréolas de arco-íris ao redor das luzes, náusea e vômitos.


CATARATA
Aparece de forma silenciosa e causa distorções visuais. Segundo a OMS, é a principal causa de cegueira no mundo, responsável por 42% de todos os casos. No Brasil, 350 mil novos quadros surgem a cada ano. “Não é detectada a olho nu, mas os sintomas começam pela sensação de visão embaçada, mudanças constantes de grau das lentes, contrastes de cor desbotados e sensibilidade à luz”, afirma. A única solução é cirúrgica.

CAUSAS
Envelhecimento
Diabetes
Inflamação nos olhos
Tabagismo e alcoolismo
Medicamentos com corticoide
Traumas, como batidas ou perfuração
Descarga elétrica
Queimadura química
Raios ultravioleta (UV)

SÍNDROME DO OLHO SECO
“Ocorre quando as glândulas lacrimais estão inflamadas e não conseguem produzir lágrimas com quantidade ou qualidade suficientes”, explica o médico. O resultado: olhos secos e irritados. “Ardência e vermelhidão podem estar relacionadas a essa síndrome”, alerta.

CAUSAS
Poluição
Tabagismo
Tempo seco
Vento
Ar condicionado
Mudanças no sistema nervoso
Alterações hormonais
Baixa imunidade
Uso de eletrônicos

Como evitar os problemas

Cuide da alimentação
A diabetes é uma das principais causas de cegueira. Hábitos saudáveis mantêm seus exames de saúde em dia.

Não fume
O cigarro prejudica a circulação na retina e afeta a visão principalmente na terceira idade.

Use óculos de sol
A exposição aos raios UV prejudica a retina e pode causar catarata, mas nem toda lente tem proteção. 

Pisque os olhos na frente dos eletrônicos
Para não ressecar, pisque enquanto usa o tablet, computador ou celular para umidificar os olhos. 

Tire a maquiagem
A higiene na região dos cílios é fundamental. Para economizar, troque o demaquilante por xampu neutro e lave o rosto com água morna duas vezes ao dia. Nada de make vencida.

Não esfregue os olhos
Para aliviar coceiras, use água gelada na região. Esfregar pode lesionar ou deformar a córnea.

Fuja do clima seco
A baixa umidade do ar, ventilador e ar condicionado ressecam os olhos. Se precisar, use colírios lubrificantes indicados pelo médico.

Use lentes no grau correto
43% dos casos de deficiência visual são causados por erros de refração não corrigidos. 

Faça checkup
Até os 5 anos de idade, vá ao oftalmologista uma vez por ano. Depois, a cada dois anos. A partir dos 40, volte à avaliação anual.

Use produtos de limpeza com cautela
Queimaduras químicas podem causar lesões graves. Se acontecer, lave a região com água e corra para o oftalmologista.

 

Ler no escuro faz mal?

Mito! Para Takashi, a luminosidade não traz problemas para a saúde ocular. “Com o passar dos anos, é normal a pessoa precisar de mais luz para ler”, diz.