Descubra se seu pet está com vermes!

Os parasitas podem afetar não só os bichinhos, mas as pessoas que convivem com ele

Redação Viva! Mais 29/05/2017 - 18:29

Dar destino correto às fezes dos bichanos é uma das maneiras de evitar as parasitoses

Se o seu bichinho anda cabisbaixo, diferente, com um comportamento que não é normal, fique de olho, pode ser sinal de verminose! Por mais bem cuidados que sejam os cães e gatos domésticos, eles estão expostos a diversos tipos de parasitas, especialmente os vermes, que podem afetar não somente o animal, como também os tutores e, principalmente, as crianças.

As verminoses estão por aí, por todos os lados, e podem ser veiculadas por meio dos alimentos, do ar e da água, e durante os passeios pelas ruas e praças. Os filhotes de cachorrinhos e gatinhos estão mais expostos em dois momentos: na hora do parto e na amamentação. “Já nos pets adultos, na maioria das vezes, a contração de alguma verminose ocorre por ingestão de fezes que estão infectadas ou durante o contato com animais portadores de um parasita, como os ratos”, explica a médica veterinária Bárbara Benitez.

Para prevenir as parasitoses, os especialistas apontam como solução a vermifugação periódica dos animaizinhos (o veterinário do seu bichinho saberá indicar a ideal!). Outras dicas são dar destino correto às fezes dos bichanos e evitar que animais sadios frequentem os mesmos lugares que os animais doentes, como praças e parques, por exemplo. Procure também sempre fazer uma higienização adequada e regular no ambiente em que os pets vivem, preferencialmente com água sanitária.

Veja os principais sintomas das verminoses, de acordo com a veterinária Bárbara. E, atenção! Se você identificar algum desses sinais, leve seu animalzinho ao especialista assim que puder. Quando não tratado a tempo, o pet pode piorar e desenvolver problemas mais sérios de saúde.