Noah Cyrus, irmã de Miley Cyrus, fala sobre seu novo single We Are... 'As pessoas estão obcecadas com as redes sociais', diz

Em entrevista exclusiva, a cantora americana também falou sobre sua vontade de vir ao Brasil para fazer shows. 'É um sonho e acho que vou conseguir em breve!'

Por Tainá Goulart 14/03/2018 - 18:00

Noah Cyrus fala sobre obsessão das mídias sociais em seu novo single We Are ...

No novo single We Are..., Noah Cyrus canta sobre várias metáforas de uma geração que apenas segue, segura seu café na mão e vai ao trabalho. Com a participação da cantora dinamarquesa , elas tocam em assuntos delicados da atualidade, como a obsessão das redes sociais e não se importar muito com o que está ao seu redor, mas, claro, de forma sutil em um pop gostoso de ouvir. "Na verdade, acho que a música é um misto de muitos significados. É, sim, uma letra que fala da obsessão pela tecnologia, a maneira como a gente está lidando tão porcamente com ela, mas também poderia ser sobre tantas outras coisas. A humanidade se tornou obsessiva por qualquer coisa e eu tento, ao máximo fugir ou controlar isso", disse a cantora americana, durante entrevista exclusiva à CONTIGO! 

Noah vem de uma família de músicos famosos, como a irmã mais velha Miley Cyrus e o pai, o cantor de country Billy Ray Cyrus, e utiliza o conhecimento deles ao seu favor. "A fama é algo natural, mas eu queria seguir o meu próprio caminho. Meu pai e minha irmã me dão conselhos do que é legal, do que eles já fizeram e não deu certo... e, assim, eu vou seguindo a minha jornada. É comum nós, artistas, seguirmos referências, mas acho que as coisas têm seguido um caminho um tanto cópia, sabe? Principalmente nas redes sociais, onde tudo está à mostra. Eu trabalho para ser diferente, tentar ser a minha essência", disse ela, que se uniu à cantora MØ por 'afinidade de pensamentos'. "Ela é uma mulher linda, poderosa, um exemplo. Nós nos conhecemos há tempos e eu queria uma mulher incrível para cantar comigo em We Are... e a verdade dela foi o argumento decisivo." 

A cantora, que começou a brilhar em 2017, com o sucesso do single de estreia Make Me (Cry), com participação do cantor Labrinth,conta que não é tão familiarizada com a música brasileira, mas que sonha em vir até o nosso país. "Eu adoraria ouvir mais músicas brasileiras. Eu conheço bastante o Brasil por conta dos meus fãs, que interagem muito comigo na internet. Eles mandam mensagens de amor, carinho e até algumas coisas pra ouvir. Quero fazer uma visita pra vocês assim que for possível!"