Uma nova visão para o Brasil by Casseta & Planeta

Com piadas e trocadilhos afiados, o Casseta & Planeta reescreve do seu jeito fatos históricos brasileiros no livro Brasil do Casseta - Nossa História Como Você Nunca Riu

26/04/2018 - 17:00

Uma nova visão para o Brasil by Casseta & Planeta

Uma das coisas que mais chama atenção na capa do livro Brasil do Casseta – Nossa História Como Você Nunca Riu (Editora Sextante) são as figuras históricas que ganharam um rosto novo... “É quase uma metáfora do que aconteceu durante o nosso processo de escrever o livro. Realmente, nós mergulhamos, interiorizamos e incorporamos os personagens ilustres do passado brasileiro, para poder fazer a nossa versão humorística da coisa”, conta Beto Silva, 58 anos, um dos integrantes do Casseta & Planeta, que virou o militar Duque de Caxias (1803-1880). 


Atacando em outras frentes
Além dele, seus companheiros do grupo, Claudio Manoel, 59, Helio de La Peña, 58, Marcelo Madureira, 59, Hubert Aranha, 57, e Reinaldo Figueiredo, 66, encararam o desafio de se transformar em um nome importante e também recontar capítulos históricos da pátria tão gentil, claro, com seu humor peculiar, com piadas, charges e trocadilhos. “A gente pode não passar no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), mas tudo que está escrito realmente aconteceu! Levamos cerca de um ano para pesquisar e escrever. Cada um pegou seis capítulos e o Reinaldo ficou com todas as ilustrações. Foi incrível poder fazer essa obra, peguei assuntos como a escravidão, o que era difícil, pois não dá para fazer piada com algo tão sombrio. Mas acho que deu certo, pois escrevi que o Fernandinho Ultra Mar era o grande traficante de escravos e que ele vivia de cruzeiros entre os dois países (risos)”, conta Helio, que incorporou o abolicionista André Rebouças (1838-1898). Longe da TV aberta desde 2012, quando Casseta & Planeta Vai Fundo (TV Globo) saiu do ar, o grupo não tem previsão para um retorno. “Nós queremos voltar, mas não depende só do grupo, precisamos de convites. Enquanto eles não chegam, vamos fazendo outras coisas, atacando em outras frentes (risos). É ano de eleição e, além de rir, queremos ajudar as pessoas na busca por mais conhecimento. Nosso país está precisando”, reflete Beto.