Fábio Lago revela que já sentiu na pele a homofobia: “Tive preconceito dentro da minha própria família!”

O ator encarna o afetado cabeleireiro Nick, em O Outro Lado do Paraíso

Thomaz Rocha 10/05/2018 - 15:30

O ator baiano se despede da trama das 9

Ao encarnar o cabeleireiro Nick, de O Outro Lado do Paraíso, Fábio Lago encara um desafio de viver um homossexual afeminado na trama. Mas engana-se quem pensa que é a primeira vez que ele usa unhas e cabelos grandes na telinha. O Fabiano, de Caras e Bocas (2009), se disfarçava de vários tipos femininos na trama. “Só que lá a gente caiu na armadilha de colocar lente de contato e unhas postiças. Agora, propus deixar minhas unhas crescerem pela primeira vez”, afirma o baiano, que usou sebo de carneiro para deixá-las maiores. 

O ator na pele de Nicácio,  mais conhecido como Nick, na trama de  Walcyr Carrasco. Foto: Divulgação/ Rede Globo

Sentindo na pele
Fábio decidiu fazer uma experiência inusitada: sair às ruas encarnando o Nick. Para o ator, a reação das pessoas foi assustadora: “Senti a necessidade de andar vestido como ele, para ganhar organicidade e ver a reação das pessoas. Foi impressionante! Vivi o preconceito na pele”, revela o artista, que já foi confundido como um homossexual, na cidade em que morava (Ilhéus/BA). “Fiquei com fama de ter pego meu diretor, quando criamos juntos uma companhia de teatro, porque ele era um dos poucos homossexuais da cidade. Tive preconceito dentro da minha própria família, só minha mãe (Darci) falava comigo”, conta. Com o Nick, o ator soma mais um personagem engraçado em sua carreira. “A comédia desarma e você consegue ser mais eficaz na mensagem. No humor não há parede moral”, conclui. O ator na pele de Nicácio,  mais conhecido como Nick, na trama de  Walcyr Carrasco