Remover tatuagem: faça do jeito certo!

Métodos milagrosos não funcionam. O risco é você ficar com uma cicatriz horrorosa na pele

Redação Viva! Mais 10/07/2017 - 07:24

O laser costuma ser o procedimento mais moderno e seguro, conforme especialista

Certamente você já viu fotos ou memes na internet: pessoas que queriam morrer depois de terem feito tatuagens horríveis. Recentemente, inclusive, internautas de todo o mundo ficaram chocados com fotos divulgadas pela estudante tailandesa Pasuda Reaw, que escolheu um método químico chamado Rejuvi para apagar sua tatuagem. Não deu certo… Após alguns dias da utilização do produto, a pele da moça estava completamente irritada e a jovem sentia muitas dores, além de ter ficado com uma cicatriz no lugar. 



Se você está pensando em remover sua tattoo, é melhor pensar duas vezes na hora de escolher como vai fazer isso. “Nestes métodos em que não são utilizados lasers, são usadas substâncias químicas que podem causar sérias feridas. Além disso, quem recorre a esses métodos pode desenvolver infecções sérias, ficar com cicatrizes permanentes e o resultado obtido pode não ser o esperado”, explica a médica Adriana Benito.


 

De acordo com a especialista, o procedimento ideal seria o laser, que só atinge os pigmentos da tatuagem, não prejudicando a pele. “Muitas pessoas têm medo de recorrer ao laser porque elas acreditam que as sessões serão dolorosas, com custo alto e demora no resultado, o que são mitos. O procedimento é o mais moderno e seguro”, afirma.


 

Adriana esclareceu algumas dúvidas sobre o método para quem está pensando em remover alguma tatuagem. É seu caso?